a importância de brincar ao ar livre

A importância de brincar ao ar livre e 9 benefícios de adotar esse hábito na infância

Conforme os anos passam e uma geração vai dando lugar à outra, surgem inúmeras diferenças na criação das crianças.

Uma das mudanças mais significativas na infância das gerações mais recentes é o tempo que passam dentro de casa e o brincar ao ar livre.

Com motoristas praticantes da direção agressiva e a violência, o risco para crianças brincarem nas calçadas é alto.

A maioria dos pais não se sentem seguros para deixarem os filhos soltos pela rua (às vezes, mesmo que supervisionados).

Além disso, muitas famílias moram em apartamentos, e o espaço é limitado. Alguns prédios tem praças e até parquinhos, mas não são todos. 

A preferência por jogos e dispositivos eletrônicos também afasta as crianças do convívio com a natureza. 

No papel de responsáveis pelo desenvolvimento da criança, os pais precisam estimular essa interação com o meio ambiente, incluindo jogos e brincadeiras ao ar livre. 

Importante: o mundo, agora, enfrenta a pandemia de coronavírus. É importante lembrar que as crianças, embora não pertençam ao grupo de risco da doença, podem ser vetores e passar o vírus para os pais e demais adultos do convívio diário. 

Confira nosso artigo com pontos-chave sobre a importância de brincar ao ar livre e os benefícios da prática: 

A importância de brincar ao ar livre

Já ouviu aquela máxima que diz que criança tem direito de ser criança

Pois bem. Além de ir à escola – porque lugar de criança também é na escola! – , os pequenos precisam ter um tempo para tarefas lúdicas.

Correr, brincar e interagir com outras crianças, fora ou dentro de casa, é importante para o desenvolvimento das crianças. 

Em uma sociedade que funciona mais em espaços fechados do que ao ar livre, é importante valorizar o contato com a natureza. 

Quando estão ao ar livre,  as crianças desenvolvem melhor os sentidos, percebem melhoras na saúde mental e física e reduzem sintomas de déficit de atenção e de hiperatividade. 

Além disso, aperfeiçoam as habilidades de convivência social ao interagirem com outras crianças e até mesmo com animais.

9 benefícios de brincar ao ar livre

Benefícios físicos

1) Exposição ao sol

Crianças (e adultos) precisam dessa exposição ao sol para produzir vitamina D, uma vitamina que tem papel crucial no organismo, desde o desenvolvimento ósseo ao sistema imunológico. 

Também influencia na qualidade do sono e no humor. Funcionamos melhor quando nos expomos ao sol todos os dias.

O cérebro tem uma espécie ‘relógio interno’, programado de acordo com a quantidade de luz que recebe, e sair de casa pode ajudar as crianças a manter um fluxo mais saudável de sono.

2) Exercícios

As crianças deveriam fazer pelo menos uma hora de exercício por dia, e deixá-las ao ar livre é uma forma de garantir que isso aconteça. 

Claro que elas também podem ter uma rotina ativa dentro de casa, mas deixando-as em uma praça ou parque – principalmente se estiverem com uma bola ou uma bicicleta – estimula a prática de exercícios.

A prática evita o sedentarismo e a obesidade infantil. 

A Sociedade Brasileira de Pediatria reforça anualmente a importância dos exercícios, aliada à alimentação saudável, para combater a obesidade. 

A condição atinge cerca de 13% das crianças brasileiras de cinco a nove anos, de acordo com o Ministério da Saúde. 

Além disso, conforme estudo publicado em 2017 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), há 124 milhões de crianças e adolescentes obesos em todo o mundo.  

3) Saúde ocular

Sabemos que a hereditariedade tem um papel determinante no que diz respeito ao desenvolvimento de miopia em uma criança. 

estudos que dizem, porém, que passar um tempo ao ar livre tem um efeito de prevenção ou, pelo menos, de retardo da condição. 

Os pesquisadores não têm certeza exatamente dos motivos pelos quais isso ocorre. 

Uma aposta é o fato de afastar o olho da criança de telas, por exemplo.

Outro palpite é o de que os olhos estariam expostos à luz solar, o que seria benéfico.

De qualquer modo, brincadeiras ao ar livre são boas para retardar e prevenir o surgimento da miopia. 

Benefícios sociais

4) Interação

As crianças precisam aprender a interagir umas com as outras. Precisam aprender a fazer amigos, a compartilhar e cooperar, e a lidar com outras pessoas. 

guia bilíngue banner

Se interagirem apenas em ambientes “controlados”, não conseguirão ter a liberdade para aprender tudo o que precisam.

Benefícios emocionais

5) Apreciar a natureza

O mundo está em constante mudança, e nem todas elas são para melhor. 

Se uma criança crescer sem nunca ter caminhado em um parque, praça ou bosque, brincado de cavar na terra, ter visto animais no habitat natural, escalado uma montanha (pequena!) ou ter contemplado a linha do horizonte no oceano, ela pode não ter noção do que pode ser perdido.

O futuro do nosso planeta depende das nossas crianças e da sensibilidade delas com relação à natureza.

6) Arriscar-se

As crianças precisam aprender a se arriscar. 

Embora isso possa deixar alguns pais ansiosos (afinal, só querem que os filhos estejam seguros), se as crianças ficarem sempre “dentro de uma bolha”, elas não saberão o que conseguem fazer ou até onde podem ir.

E isso pode fazer com que elas não consigam desenvolver a confiança e a valentia necessárias para encarar os inevitáveis desafios cotidianos quando adultos.

Então, é verdade que o pequeno pode machucar um braço tentando subir em uma árvore, e que pode ser rejeitado ao tentar fazer uma nova amizade. 

Mas isso não significa que o pequeno não deva tentar – e, quanto antes aprender a persistir depois de um tombo, melhor!

7) Felicidade

O Instituto Alana elaborou, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o manual “Benefícios da Natureza do Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes.” 

O texto afirma que experiências com a natureza, especialmente quando em companhia da família e dos amigos, é a receita para uma infância feliz. 

Essa combinação entre família e natureza, inclusive, é perfeita para a felicidade das crianças. 

Isso na opinião de médicos da SBP, viu?

Benefícios intelectuais

brincar ao ar livre

8) Habilidades cognitivas

Brincar ao ar livre ajuda a criança a desenvolver uma série de habilidades que ajudam, no futuro, o adolescente e o adulto a planejar, priorizar, solucionar problemas, negociar e realizar várias tarefas ao mesmo tempo. 

A criatividade também entra aqui, bem como a habilidade de usar a imaginação para resolver problemas e para nos distrairmos. 

Essas habilidades precisam ser aprendidas e praticadas e, para isso, as crianças precisam dedicar momentos a isso, entre eles, os momentos ao ar livre.

Ah, e tem mais um fator. A luz brilhante do sol também ajuda as crianças a se concentrarem, e podem inclusive acentuar a formação das sinapses cerebrais.

9) Criatividade 

A criatividade é uma qualidade inerente às crianças. 

Como ainda não conhecem tudo o que o entorno pode oferecer, os pequenos usam a imaginação para preencher lacunas. 

Os elementos da natureza são perfeitos para incentivar essas brincadeiras. Na mesma medida em que crianças constroem castelos na areia, também podem explorar a terra e descobrir novos mundos.

A partir dos elementos que encontram em praças, as crianças podem reinventar brincadeiras ou brinquedos. 

Exemplos de locais ao ar livre para o seu filho brincar

Não é preciso ser muito criativo.

Crianças geralmente não são muito exigentes. 

Basta estarem em um local aberto e amplo, com espaço para correr, para se sentirem em um playground (a imaginação dos pequenos corre solta nessas horas!)

Se a família morar em apartamento, vale o pátio do prédio, caso não seja tão pequeno.

Alguns edifícios têm garagens amplas e ao ar livre, que também podem ser utilizadas como espaço recreativo. Nesse caso, porém, as crianças precisam ser supervisionadas o tempo todo, ok?

Um dos tantos diferenciais da Escola Portal é o espaço Toca da Raposa. É um local no qual as crianças podem interagir com a natureza e são convidadas a estabelecer novas maneiras de se relacionarem com ela. 

Na Toca da Raposa, os alunos têm acesso a um espaço verde, dentro da escola, o que permite o contato com a natureza desde novinhos.

Os benefícios da exposição ao ar livre são indiscutíveis

Benéficos não só para a criança, mas também para o adulto que decide acompanhá-la na empreitada de descobrir o mundo fora de um apartamento ou de uma casa.  

Os pequenos adoram a oportunidade de estar soltos (mesmo que supervisionados) e a criatividade é estimulada na medida em que inventam brincadeiras e jogos, sozinhos ou em grupos de crianças.

Em uma sociedade que valoriza os costumes indoor, momentos em meio à natureza devem ser preservados e encorajados. É papel dos responsáveis pelas crianças não deixar essa prática morrer. 

Quer receber mais conteúdos sobre educação de bebês e crianças?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.